domingo, 21 de abril de 2013

COREN Intinerante

O Conselho Regional de Enfermagem do Acre - COREN/AC informa a todos os profissionais de enfermagem do Vale do Juruá que estará realizando atendimentos nos dias 22 à 26 de Abril, em Cruzeiro do Sul os pontos de atendimento será no Auditório da Maternidade do Juruá e no refeitório do Hospital do Juruá.

Não percam essa oportunidade de regularizar pendencias, débitos, receber documentos e se atualizar, dentre outros...aproveite para se regularizar...
















AGENDA NO JURUÁ

Dia 22/04/2013, atendimento a todos os profissionais no Hospital Drº Sansão gomes, em Tarauacá/AC, início as 08hs e termino às 17hs, paralelo a isto visita a todos o postos de saúde do município às 15hs, reunião com todos os profissionais.

Dia 23/04/2013, atendimento em geral a todos os profissionais de Cruzeiro do Sul/AC, no Hospital do Juruá, inicio às 08hs, término às 17hs, e paralelo a isto visita a todos os centros e postos de saúde de Cruzeiro, e entrevista AO VIVO ao meio dia para TV LOCAL.

Dia 24/04/2013, atendimento em geral aos profissionais de Cruzeiro do Sul, no auditório da Maternidade, início às 08hs, término às 17hs, paralelo a isto investigação e levantamento de denuncias, e fiscalização.

Dia 25/04/2013, atendimento em Rodrigues Alves/AC, e reunião com todos os profissionais do município, as 18hs retorno para Manoel Urbano/AC.

Dia 26/04/2013, atendimento aos profissionais de Manoel Urbano/AC, visita a todos o postos de saúde e às 14:00hs, reunião com todos os profissionais do município, e as 18:00hs, Retorno a Rio Branco/AC.....

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Na Pressão


A data para votação em Plenário do Projeto de Lei (PL 2295/00) que fixa em 30 horas a jornada semanal dos profissionais de enfermagem pode ser definida na terça-feira (16).

A promessa foi feita na terça-feira (9) pelo presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, a representantes da categoria e a parlamentares que apoiam o movimento. 

A deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) participou da reunião com o presidente e está otimista quanto à votação da proposta. "O compromisso do presidente é decidir na terça que vem. Eu parto do princípio de acreditar. Agora, obviamente, nós não pararemos de fazer o esforço junto aos líderes. A enfermagem vai fazer o trabalho dela junto a cada liderança também. Então, eu estou acreditando porque a hora de fazer é essa", afirmou.

Em tramitação há quase 13 anos, o projeto de lei já foi aprovado no Senado e depende agora da votação na Câmara para ir à sanção presidencial. 

O deputado Lincoln Portela (PR-MG), presidente da Comissão de Legislação Participativa, que promoveu, também nesta terça, seminário para discutir a redução da jornada dos enfermeiros, destaca que este é o momento de uma ação política para aprovação do projeto. Segundo o deputado, o tema é visto com simpatia pelas lideranças da Câmara. “O tema é bem recebido. Há, claro, um trabalho feito pelos hospitais, pelas Santas Casas. Então, é um trabalho difícil de ser feito, mas nada é impossível”, avaliou.


Manifestantes pedem a regulamentação da Jornada de Trabalho dos Profissionais de Enfermagem
Categoria fez protesto na Esplanda dos Ministérios pela aprovação da jornada de 30 horas.
Governo
A categoria também foi recebida nesta terça-feira pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Segundo a presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros, Solange Caetano, o ministro impôs duas condições para a bancada governista apoiar o projeto na Câmara. A primeira é excluir da jornada de 30 horas os profissionais vinculados ao Programa Saúde da Família (PSF). O outro ponto é a implantação escalonada da nova jornada.

“Não há consenso em relação a isso porque as entidades acham que a gente já está há 13 anos brigando e vamos ter de esperar mais 5, mais 8, mais 10? O setor filantrópico, por exemplo, e o setor privado propõem que seja até 15 anos. Então, acho que não é justo”, afirmou Solange Caetano. Segundo ela, os parlamentares avaliam que se o tema for colocado na pauta, não terão coragem de votar contrariamente.

Para Ivone Cabral, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem, o governo representa o maior entrave à aprovação da proposta por conta do impacto financeiro de cerca de R$ 7 bi. Mas ela ressalta que esses custos são superados pelos os benefícios esperados com a adoção da nova jornada.

“Haverá mais vagas no mercado de trabalho para profissionais, melhoria a economia local em pequenos municípios e, principalmente, redução o adoecimento no trabalho, o que desonera a Previdência Social”, afirmou.


domingo, 14 de abril de 2013

Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza 2013

Influenza e uma doença respiratória infecciosa de origem viral, de interesse da saúde pública no Brasil.


A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas
por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos
olhos e ao nariz.

Apresenta potencial para levar à complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da infecção viral (crianças menores de dois anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais).


Para 2013, o Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações - PNI, do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis, da Secretaria de Vigilância em Saúde, lança a 15ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, no período de 15 a 26 de abril de 2013, sendo 20 de abril, o dia de mobilização nacional, tendo como slogan: “Quem lembra da vacina se protege da gripe”.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinados os trabalhadores de saúde que exercem suas atividades em unidades que fazem atendimento para a influenza, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de dois anosas gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais e a população privada de liberdade. O público alvo, portanto, representará aproximadamente 39,2 milhões de pessoas.

As campanhas de vacinação com a vacina influenza são realizadas no país desde o ano de 1999. O primeiro ano contemplou somente a população de idosos a partir de 65 anos de idade, estendendo-se, já no ano seguinte (2000), para idosos a partir de 60 anos de idade.

Considerando os registros disponíveis desde o ano de 1999 até 2012, o número de doses aplicadas a cada ano nas campanhas foi crescente, compatível com o crescimento dessa população. Dados disponíveis na CGPNI mostraram que em 2000 foram registradas 11,5 milhões de doses da vacina e em 2012 16,9 milhões de doses na população de 60 anos e mais de idade.

Coberturas vacinais contra influenza por grupos prioritários e Unidade Federada, Acre, 2012
Crianças, T.Saúde, Gestantes, Indígenas, Idosos e Todos os grupos
82,29%   159,50%  78,01%     92,20%     95,41%   92,02%

Metas
Estimativa dos grupos prioritários, segundo unidades federadas. Acre 2013.
Tabela de população alvo para a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza.
Crianças, T.Saúde, Gestantes, Puérperas, Indígenas, Idosos, Comorbidades, 
26.691     13.234    13.346       2.194        18.129       48.514   17.680
População privada de liberdade - Total Geral
3.770                                              143.557

Para maiores informações:

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Personagens da Luta

No dia de ontem (09) foi intenso para os camaradas da Enfermagem Brasileira, na Capital Federal, na parte da manhã foi feito uma caminhada de frente do Ministério da Saúde ao Legislativo dos Deputados, bradando alto e forte "30 horas já", pra fazer zuada mesmo, como já dizia minha vô, "só sorando pra conquistar alguma coisa", uma caminhada de mais de 20 mil profissionais da saúde segundo informações da policia do Distrito Federal, se deu exito, vamos continuar o raciocínio.

Na parte da tarde, depois de uma reciclagem dos participantes para adentrarem na sala de Audiência Nereu Ramos um dos anexos da Câmara dos Deputados, a reunião teve inicio as 14h horário de Brasilia, prometo postar os Deputados participante e os que passaram pela sala para prestar apoio a Enfermagem, a reunião foi do requerimento 38 de 2012 do Deputado Dr. Grilo vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Enfermagem tendo como presidente o Deputado Lincoln Portela, essa reunião tinha intensão de formar uma comissão entre os representantes da Enfermagem juntamente com os Deputados participarem da reunião dos lideres as 17h30min horário de Brasilia, mas por manobra do partido dos Trabalhadores, ficamos fora dos debates da reunião e mais já fecharam também a pauta das votações dos dias 16, 17 e 18, isso significa que esta fora de votação dessa semana e da próxima.

Quem não cumpriu a palavra foi a Presidenta Dilma.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Na Luta...


Caros Profissionais de Enfermagem a carta que está no arquivo anexo deve 
ser usada por aqueles que não irão a Brasília para ser encaminha via E-mail a
Ministro Padilha - (Não divulga e-mail)
Ministro Gilberto Carvalho - sg@planalto.gov.br
Ministra Ideli Salvati - sri.gabinete@presidencia.gov.br
Ministra Gleisi Hoffmman - http://www.casacivil.gov.br/fale-conosco
Os profissionais podem colaborar com o movimento enchendo a caixa postal e pedindo a votação imediata do PL 2.295 de 2.000. 

SE VOCÊ CONCORDA, COMPARTILHE!


Debate da Tarde


A Comissão de Legislação Participativa promove hoje, a partir das 14 horas, seminário sobre a regulamentação da jornada de trabalho dos profissionais de enfermagem. Um dos objetivos do evento é pedir a votação do Projeto de Lei 2.295 de Janeiro de 2.000, que fixa em 30 horas a carga de trabalho semanal de enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem e parteiras, e está pronto para ser analisado pelo Plenário.

No setor privado, a carga de trabalho da categoria hoje é a da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT - Decreto-Lei 5452/43), fixada em 44 horas semanais. No setor público, muito estados e municípios já adotam 30 horas.

A intenção do projeto é assegurar isonomia dessa categoria com outros profissionais de saúde, como fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. “Não há intenção de criar privilégios, mas reconhecer a importância e a singularidade da natureza dos serviços desses profissionais da saúde”, afirma o deputado Dr. Grilo (PSL-MG), que propôs o seminário.
"Hoje os profissionais da enfermagem são submetidos a cargas horárias altíssimas, recebem muito pouco e, muitas vezes, têm que acumular dois, três empregos para ter um salário muitas vezes pequeno. Até somando esses dois, três empregos, é uma remuneração muito baixa", acrescenta o parlamentar.
As deputadas Rosane Ferreira (PV-PR) e Carmen Zanotto (PPS-SC), que também são enfermeiras, vão mediar o debate sobre a relação entre as condições de trabalho dos enfermeiros e o adoecimento dos profissionais. A exposição do tema ficará a cargo da deputada estadual Enfermeira Rejane (RJ). A deputada estadual Valéria Macedo (MA) e a secretária municipal de Saúde de Aracaju (SE), Goretti Reis, serão as debatedoras.

Ao final do evento, os parlamentares entregarão ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, um pedido de inclusão do PL 2295/00 na pauta do Plenário da Câmara. O evento será realizado no Auditório Nereu Ramos e terá a participação dos internautas pelo portal e-Democracia.


Atenção Enfermagem

9 de abril, a Esplanada dos Ministérios será ocupada por milhares de profissionais, em um grande ato público a favor da aprovação do Projeto de Lei 2.295/2.000, o qual prevê a regulamentação em 30 horas para a Enfermagem brasileira.
O evento é organizado pelo ‘Fórum 30h Já’, composto por entidades representativas da Enfermagem – COFEN, CNTS, FNE, ABEn, ANATEn, ENEEnf – e pretende reunir 20 mil profissionais em marcha até o Congresso Nacional. Diversas autoridades relacionadas à área da saúde estarão presentes no Ato.
Em seguida, a partir das 14h, está marcada uma Audiência Pública, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados. Com o tema “Condições de Trabalhado da Enfermagem X Adoecimento”, parlamentares e representantes da sociedade civil discutirão sobre a formação em enfermagem, a interface com o fazer da enfermagem e suas condições de trabalho.

Mais informações: http://novo.portalcofen.gov.br/


segunda-feira, 8 de abril de 2013

Atualização


A Secretaria de Estado de Saúde - Sesacre, por meio da Divisão de Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST/Aids, em parceria com o Ministério da Saúde - MS, realiza uma capacitação que visa facilitar a propagação de executores de exames de DST em todo o Estado.

O curso ocorre nos dias 10, 11 e 12 a partir das 8 horas, na Unidade de Saúde Manoel Bezerra, em Cruzeiro do Sul.

Participem............

DIA MUNDIAL DE COMBATE AO CÂNCER


Estima-se que, anualmente, sejam diagnosticados mais de 12 milhões de casos de câncer em todo mundo, causando mais de 7 milhões de mortes. No Brasil, todos os tipos da doença possuem tratamento na rede pública de saúde
Estudo do Instituto Nacional de Câncer - INCA, José Alencar Gomes da Silva, aponta que o câncer representa a segunda causa de morte no Brasil, atrás apenas das doenças do coração. Para chamar a atenção de todas as nações sobre importância da discussão sobre a doença e instituir políticas de prevenção,  foi instituído o Dia Mundial do Combate ao Câncer, 8 de abril.
No Brasil, no ano passado, foram descobertos mais de 52.680 casos de câncer da mama, com um risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres. Em relação ao câncer da próstata, foram registrados mais 60.180 casos entre brasileiros em 2012. Em 2013 são esperados mais de 500 mil novos casos.
Para diminuir esta incidência, o Ministério da Saúde intensificou estratégias para ampliar o acesso da população aos serviços públicos de diagnóstico e tratamento de câncer. No caso das mulheres, por exemplo, a oferta do serviço de mamografia móvel contribui para ampliar o número de mulheres, na faixa etária prioritária (50 a 69 anos), que devem se submeter ao exame de mamografia e que vivem, preferencialmente, em áreas remotas e de difícil acesso. 
Vale destacar que todos os pacientes com a doença podem obter tratamento gratuito na rede pública de saúde, incluindo novas terapias.  O paciente tem direito de se submeter ao primeiro tratamento no Sistema Único de Saúde (SUS), no prazo de até 60 (sessenta) dias contados a partir do dia em que for confirmado o diagnóstico em laudo médico ou em prazo menor, conforme a necessidade. Pacientes com câncer também têm acesso privilegiado para a obtenção de remédios para tratar a doença.
Números do câncer no mundo
A cada ano, o câncer provoca cerca de 8 milhões de mortes no mundo. Estima-se que um terço dessas mortes poderia ter sido evitado com mais prevenção, detecção precoce e acesso aos tratamentos existentes.
A doença

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos. Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores malignos, que podem espalhar-se para outras regiões do corpo. As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo.
As causas externas referem-se ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de uma sociedade. As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas, e estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas.
Tratamento
Existem várias modalidades de tratamentos. A principal é a cirurgia, que pode ser empregada em conjunto com radioterapia, quimioterapia ou transplante de medula óssea. O médico vai escolher o tratamento mais adequado de acordo com a localização, o tipo do câncer e a extensão da doença. Todas as modalidades de tratamento são oferecidas pelo SUS.
A Lei 12.732  fixa  prazo de até 60 dias para o tratamento de câncer maligno pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O prazo vale a partir do diagnóstico da doença. 
De acordo com a publicação, o prazo de 60 dias será considerado cumprido quando o tratamento for efetivamente iniciado, seja por meio de cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Em casos mais graves, o prazo poderá ser inferior ao estabelecido.
Prevenção
A prevenção do câncer nem sempre é possível, mas há fatores de risco que estão na origem de diferentes tipos de tumor. O principal é o tabagismo. O consumo de bebidas alcoólicas e de gorduras de origem animal, dieta pobre em fibras, vida sedentária e obesidade também devem ser evitados para prevenir os tumores malignos. 
Instituto Nacional de Câncer (Inca)
Desde 1938, o Inca presta assistência médico-hospitalar gratuita a pacientes diagnosticados com câncer.
Vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS), possui cinco unidades hospitalares na cidade do Rio de Janeiro. Para ser atendido, o médico deve encaminhar o paciente já com diagnóstico confirmado de câncer ou com grande suspeita da doença (exame de radiografia, tomografia ou ressonância magnética).

Fonte_INCA



domingo, 7 de abril de 2013

Mobilização 30 horas semanais


A luta é permanente. As entidades parceiras na luta pela aprovação do Projeto de Lei 2.295 de 2.000, que regulamenta a jornada de trabalho dos profissionais da Enfermagem em 30 horas semanais, enviaram ofício solicitando audiência com o presidente da Câmara, para reforçar o pedido de inclusão imediata da proposta para votação em plenário.
No ofício assinado pelos presidentes da CNTS, FNE, ABEn e COFEN, as entidades ressaltam que a importante mobilização da categoria “representa a esperança do encaminhamento para a inclusão na ordem do dia”. E reafirmam o objetivo de “apresentar elementos de fundamentação, especialmente quanto ao impacto financeiro, seus efeitos sociais e à qualidade dos serviços de saúde dispensados aos brasileiros”.
Dessa forma você envia o manifesto para os(as) Deputados(as) Federais.
Outra forma importante é enviar o manifesto aos Líderes de Partido:
Texto para ser enviado aos Líderes de Partido:
Senhor Deputado,
O PL 2295/2000 dispõe sobre a regulamentação da jornada de 30 horas semanais para os trabalhadores da Enfermagem brasileira e foi incluído na pauta pelos Líderes para ser votado em Plenário, após aprovação em todas as comissões permanentes.
A Enfermagem é essencial à organização e funcionamento dos serviços de saúde. E 30 horas semanais não é privilégio pois diz respeito a necessidade de prover um padrão desejável de condições para a prática da Enfermagem no país.
Todos conhecem as características do trabalho da Enfermagem – convívio com dor, sofrimento e doença, turnos ininterruptos, sábados, domingos e feriados – aliadas às más condições de trabalho, muita responsabilidade e pouca valorização têm levado à insatisfação, adoecimento e aumentado a evasão profissional.
Vote favorável às 30 horas. Vamos aprovar o PL 2295/2000.
A Enfermagem vale a Vida.
Atenciosamente,
(coloque seu nome)
Lista e E-mail dos Líderes de Partido:
HENRIQUE EDUARDO ALVES – dep.henriqueeduardoalves@camara.gov.br
FERNANDO FERRO – dep.fernandoferro@camara.gov.br
JOÃO ALMEIDA – dep.joaoalmeida@camara.gov.br
PAULO BORNHAUSEN – dep.paulobornhausen@camara.gov.br
MÁRCIO FRANÇA – dep.marciofranca@camara.gov.br
JOÃO PIZZOLATTI – dep.joaopizzolatti@camara.gov.br
JOVAIR ARANTES – dep.jovairarantes@camara.gov.br
FERNANDO CORUJA – dep.fernandocoruja@camara.gov.br
MIGUEL MARTINI – dep.miguelmartini@camara.gov.br
VINICIUS CARVALHO – dep.viniciuscarvalho@camara.gov.br
CÂNDIDO VACCAREZZA – dep.candidovaccarezza@camara.gov.br
ANDRÉ DE PAULA – dep.andredepaula@camara.gov.br
RODRIGO ROLLEMBERG – dep.rodrigorollemberg@camara.gov.br
VANESSA GRAZZIOTIN – dep.vanessagrazziotin@camara.gov.br
Copie e envie o texto.
Faça a sua parte!
30 HORAS JÁ

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Cruzeiro do Sul na Record


A matéria do Câmera Record do Repórter Gerson de Souza que Reginaldo Machado e Paulo Bernarde participaram vai ao ar hoje a noite (5 de abril) a partir das 22h:15min da noite Horário no Acre.


É uma matéria sobre Cruzeiro do Sul/Acre.

Dentre outros assuntos, irá apresentar um pouco da diversidade de Anfíbios e Répteis daqui, nosso método de procura noturna de serpentes (Encontramos seis cobras durante a filmagem!), a vacina do sapo (Kambô = secreção do anfíbio Phyllomedusa bicolor), Serra do Divisor e a história de algumas pessoas que vivem e dependem das florestas.

Para ver a chamada (Uma prévia!) veja aqui:

Para saber mais sobre nossas pesquisas visite o Site Herpetofauna:

Para ficar por dentro sobre anfíbios e répteis curta a Página Herpetofauna!


terça-feira, 2 de abril de 2013

Assistência

O Ministério da Saúde - MS e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa- lançaram nesta segunda-feira (1), em Brasília, o Programa Nacional de Segurança do Paciente, cujo objetivo é prevenir e reduzir a incidência de eventos adversos – incidentes que resultam em danos ao paciente como quedas, administração incorreta de medicamentos e erros em procedimentos cirúrgicos - nos serviços de saúde públicos e privados.
 
“Segurança do paciente é um tema que muitas vezes não tem o grau de prioridade que deveria e, ao lançar esse programa, estamos colocando esse tema na agenda das nossas prioridades. Estou convencido de que ao inserir esse tema na agenda prioritária do sistema de saúde público e privado do país, estamos firmando um grande compromisso com a qualidade”, afirmou o ministro da saúde, Alexandre Padilha.
 
Click aqui para ler a reportagem toda.

Campanha

Campanha