segunda-feira, 17 de julho de 2017

Assembleia dos Presidentes do Sistema COFEN/COREN's debaterá novo Código de Ética da Enfermagem


A Assembleia de Presidentes do Sistema COFEN/Conselhos Regionais debaterá, na próxima terça-feira (18/7), com transmissão ao vivo via Facebook,  proposta de novo Código de Ética da Enfermagem. O público poderá acompanhar o evento ao vivo na página  https://www.facebook.com/eucurtoaenfermagem
Aprovado por mais de 300 delegados reunidos na I Conferência Nacional de Ética em Enfermagem (I Conaeenf), a proposta de reformulação é resultado de amplo e democrático debate, iniciado por Grupo de Trabalho estabelecido pelo Conselho Federal de Enfermagem - COFEN. Os estados encaminharam suas propostas de alterações após a realização de diversos encontros e conferências junto aos profissionais de Enfermagem, ouvidos também em consulta pública realizada no Portal COFEN.
O processo de reformulação do Código de Ética é inovador na história da Enfermagem brasileira. Até então, as reformulações foram feitas em estreita observância à Lei 5905/73, segundo a qual compete ao COFEN ‘elaborar o Código de Deontologia de Enfermagem e alterá-lo, quando necessário, ouvidos os Conselhos Regionais’. “Fomos além, levando esse debate a todos os Conselhos Regionais, aos profissionais de Enfermagem e à sociedade, de maneira ampla”, afirma o presidente do COFEN, Manoel Neri.
“O novo Código de Ética concilia a defesa da sociedade com a proteção ao bom profissional, trazendo avanços, especialmente nos casos de violência doméstica”, avalia o conselheiro federal Jebson Medeiros, coordenador do grupo de trabalho responsável pela reformulação. O novo Código de Ética traz, ainda, adequações às mudanças tecnológicas, orientando condutas dos profissionais.
Fonte_COFEN

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Dia dos Conselhos de Enfermagem

Lei 5.905/73, que cria os Conselhos de Enfermagem, completa hoje (12/7) 44 anos. Conhecer a história dos Conselhos Regionais nos ajuda a compreender melhor a consolidação da Enfermagem no Brasil. Responsável pela fiscalização profissional, o Sistema COFEN/Conselhos Regionais atua para garantir a qualidade do exercício profissional, o correto dimensionamento, e as condições de trabalho e assistência.
A fiscalização do exercício profissional é a função primordial dos conselhos. Se não houvesse essa fiscalização, a eficácia da lei 7.498/86, que regulamenta a profissão, seria muito restrita. Quem impediria a contratação de profissionais sem qualificação? A quem seriam denunciados desvios de função? E os casos de má conduta profissional? Essas situações colocariam em risco a saúde da população brasileira. Os profissionais também estariam mais vulneráveis a abusos, a decisões arbitrárias, e a concorrência desleal no mercado de trabalho.
O COFEN tem também a função de normatizar o dimensionamento de pessoal de Enfermagem e estabelecer normativas técnicas para a assistência. Os Conselhos de Enfermagem são atores fundamentais nas grandes lutas da Saúde Coletiva, como a construção do SUS.
“Influenciar políticas de Saúde Coletiva, garantindo condições dignas de trabalho e assistência, ainda é nosso grande desafio”, destaca o presidente do COFEN, Manoel Neri. “Como órgão técnico e de fiscalização, reconhecemos que a assistência de Enfermagem não pode ser desvinculada da formação e das condições de vida e trabalho dos profissionais. Por isto, lutamos pelo ensino presencial e de qualidade, e apoiamos a regulamentação da Jornada de Trabalho em 30hs semanais, o Descanso Digno e a criação do Piso Salarial”.
Fonte_COFEN

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Dia Mundial sem Tabaco


O Dia Mundial sem Tabaco, comemorado anualmente em 31 de maio, foi criado em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como um alerta sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo.

No Brasil, o INCA é o responsável pela divulgação e elaboração do material técnico para subsidiar as comemorações em níveis federal, estadual e municipal.

Desde 1989, o Instituto é responsável pela coordenação do Programa Nacional de Controle de Tabagismo (PNCT)

Em 1997, o INCA se tornou Centro Colaborador da OMS para o Controle do Tabaco e passou a exercer também a Secretaria Executiva da Comissão Nacional para a Implementação da Convenção-Quadro para o Controle de Tabaco (Se-Conicq), que coordena e articula a Política Nacional de Controle do Tabaco.

No Dia Mundial sem Tabaco, o Instituto - em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde dos 26 estados, e do Distrito Federal e a sociedade civil - promove e articula uma grande comemoração nacional em torno do tema definido pela OMS.

A epidemia global do tabaco mata quase 6 milhões de pessoas por ano.

Destas, mais de 600 mil são fumantes passivos (pessoas que não fumam, mas convivem com fumantes).

Se nada for feito, estão previstas mais de 8 milhões de mortes por ano a partir de 2030.

Mais de 80% dessas mortes evitáveis atingirão pessoas que vivem em países de baixa e média rendas.

Para 2016, a OMS definiu como tema as embalagens padronizadas de cigarro e correlatos para ser trabalhado internacionalmente.

Fonte_INCA

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Dia Mundial da Saúde Digestiva


A Federação Brasileira de Gastroenterologia - FBG, seguindo o calendário mundial de ações educativas da World Gastroenteroloy Organisation - WGO, mobiliza-se para o Dia Mundial da Saúde Digestiva, celebrado em 29 de maio, com o tema “Da azia a constipação intestinal – Sintomas comuns de doenças Gastrointestinais na comunidade: Impacto e Interpretação”.

Fonte_FBG

domingo, 28 de maio de 2017

Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher e Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna


O dia 28 de maio é de extrema importância para as mulheres.
A data marca duas lutas para a saúde feminina, o Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna.
Ambas têm como objetivo chamar a atenção e conscientizar a sociedade dos diversos problemas de saúde e distúrbios comuns na vida das mulheres.
Fonte_Blog Saúde

sábado, 20 de maio de 2017

Dia dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem


Dia 20, comemora-se em todo Brasil o Dia Nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem. A data foi instituída pela Resolução 294/2004, do Conselho Federal de Enfermagem em outubro de 2004.
Regulamentadas por lei, as profissões são de fundamental importância para a prestação de assistência em saúde. Cabe ao Técnico de Enfermagem assistir o Enfermeiro no planejamento das atividades de assistência, no cuidado ao paciente em estado grave, na prevenção e na execução de programas de assistência integral à saúde e participando de programas de higiene e segurança do trabalho, além, obviamente, de assistência de enfermagem, excetuadas as privativas do enfermeiro.
Já aos Auxiliares de Enfermagem cabe integrar a equipe de saúde e educar, preparar o paciente para consultas, exames e tratamentos; executar tratamentos prescritos; prestar cuidados de higiene, alimentação e conforto ao paciente e zelar por sua segurança; além de zelar pela limpeza em geral.
Cabe, ainda, ao Auxiliar ministrar medicamentos, aplicar e conservar vacinas e fazer curativos; colher material para exames laboratoriais; executar atividades de desinfecção e esterilização; realizar controle hídrico; realizar testes para subsídio de diagnóstico; instrumentar; efetuar o controle de pacientes e de comunicantes em doenças transmissíveis; prestar cuidados de Enfermagem pré e pós-operatórios; aplicar oxigenoterapia, nebulização, enteroclisma, enema e calor ou frio; executar os trabalhos de rotina vinculados à alta de pacientes; e participar dos procedimentos pós-morte.
O dia 20 de Maio é ainda o encerramento da Semana de Enfermagem, que se inicia no dia 12 e representa uma grande oportunidade para os profissionais aperfeiçoarem o trabalho que realizam no dia a dia por meio das palestras, cursos e workshops das programações realizadas em cada conselho regional.
Fonte_COREN/MA

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes


Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Apenas no ano de 2014 foram registradas 24.575 denúncias de violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil.
Desses casos, 19.165 foram de abuso e 5.410 de exploração sexual infantil. 


Neste dia, em 1973, uma menina de 8 anos, de Vitória/ES, foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada.
Seu corpo apareceu seis dias depois, carbonizado e os seus agressores nunca foram punidos. 
Com a repercussão do caso, e forte mobilização do movimento em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, 18 de maio foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.
Desde então, esse se tornou o dia para que a população brasileira se una e se manifeste contra esse tipo de violência.
Fonte_FADC

Campanha

Campanha