quarta-feira, 26 de outubro de 2011

SUS Patrimônio

Todos usam o SUS! SUS na Seguridade Social, Política Pública e Patrimônio do Povo Brasileiro”, esse é o tema que foi discutido nesta 6ª Conferência Estadual de Saúde que iniciou na noite desta terça-feira, 4, e finalizou na madrugado de sexta-feira, 8, no auditório da Firb/FAAO.
A programação teve a participação da Secretaria Estadual de Saúde Suely Melo apresentando a avaliação do Plano Estadual de Saúde do quadriênio 2008 a 2011.
De toda a programação dos palestrantes da conferencia o ponto alto do evento foi a palestra do Professor Ivo Pedrosa da Universidade do Piaui com o tema "Participação da Comunidade e Controle Social" foi simplismente um show não desmerecendo os demais palestrantes.
A Conferencia teva a participacção toda espacial do Diretor Nacional de Ouvidoria do SUS, Luiz Bolzan, e a Coordenadora da Regulação do Trabalho em Saúde, do Ministério da Saúde, Miraci Mendes.
Os delegados que foram selecionados das Conferências Municipais de Saúde, agora na etapa estadual, criaram 70 propostas que foram votadas em plenário, sendo estas desenvolvidas em grupos durante os quatros dias de reunião, e serão estabelecidas durante os próximos anos com intuito de melhorar a qualidade no acesso ao SUS e as condições de trabalhos dos profissionais de saúde, entre outras.
Também foram votadas 35 propostas a serem defendidas na Conferência Nacional de Saúde, além da eleição de 40 delegados, sendo 20 do seguimento dos usuários, 10 dos gestores e 10 dos trabalhadores em saúde, escolhidos para representar o Acre em Brasília.
A Conferência Nacional será  realizada em dezembro, no Distrito Federal, nelas serão debatidos o tema central do evento e eixos temáticos relacionados à saúde pública do país.
As conferências têm 76 anos de existência, cumprindo o disposto no parágrafo único do artigo 90 da lei n.º 378, de 13 de janeiro de 1937, que foram modificadas ao longo do tempo. Elas têm como objetivos principais avaliar a situação da saúde e propor diretrizes para a formulação da política de saúde nos três níveis de gestão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Campanha

Campanha