quarta-feira, 14 de março de 2018

COFEN manifesta apoio às Práticas Integrativas e Complementares

O Conselho Federal de Enfermagem COFEN, em apoio à iniciativa do Ministério da Saúde, considera que o incremento de novas práticas à atual Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema Único de Saúde (PNPIC) se traduz num avanço de um modelo de saúde focado nos pressupostos da Reforma Sanitária e dos princípios fundamentais do SUS.
As práticas integrativas se constituem hoje numa realidade, uma vez que se encontram inseridas em todos os níveis de atenção à Saúde a partir de uma visão ampliada do processo saúde–doença e da promoção global do cuidado humano, especialmente do autocuidado.
Com ênfase numa perspectiva de atuação multiprofissional, voltada à promoção da saúde, essas práticas envolvem, inclusive, aquelas integrantes do campo das “medicinas populares” e saberes ancestrais.
Assim, em observância às recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Cofen manifesta apoio às iniciativas de consolidação das Práticas Integrativas no Brasil, reconhecendo a legitimidade da atuação de categorias profissionais diversas, com ênfase para o grande contingente de profissionais de Enfermagem atuantes neste campo.
Considera, entretanto, imprescindível a adoção de medidas imediatas, por parte do Ministério da Saúde, para efetivação dessas práticas, a partir do aporte financeiro, capacitação, adequado dimensionamento do quadro de profissionais e promoção de condições de trabalho que assegurem uma atenção de qualidade à população.
Fonte_COFEN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Campanha

Campanha